>Ultimas noticias do mundo dos DVDs e BDs(09/04)

>Trilogia Jurassic Park confirmada em Blu-ray

A Universal já anunciado a possibilidade da trilogia Jurassic Park ser lançada em Blu-ray no segundo semestre deste ano. Agora ja há uma prévia da embalagem. A data de lançamento ainda não foi confirmada, nem os detalhes dos discos.

 

Steelbook de Bravura Indômita na Holanda

A edição SteelBook de Bravura Indômita será lançada pela Paramount em 22 de junho. O conteúdo dos dois discos é o mesmo da edição americana, mas as opções de idioma serão apenas holandês e francês, enquanto a dos EUA terá português.

 

Musicais Hair e New York, New York em BD em junho

A Fox anunciou o lançamento em BD do clássico dos anos 70, Hair, musical que marcou época. O estúdio apenas divulgou a arte da capa e a previsão de entrega: 7 de junho.
Na mesma data, a Fox também lançará o Blu-ray de New York, New York, drama-musical dirigido por Martin Scorsese e estrelado por Robert De Niro e Liza Minnelli.

 
Fúria Sobre Rodas sai em BD e BD 3D em maio

Recém-lançado nos cinemas brasileiros, o filme de horror e ação Fúria Sobre Rodas, estrelado por Nicolas Cage, sairá em Blu-ray em 31 de maio, nos EUA. A distribuição é da Summit Entertainment. No Brasil, o filme é da Warner, que ainda não anunciou seus planos para o longa em home video.
A Summit colocará no mercado duas edições: a convencional e a 3D (que também virá com o disco 2D). Em ambas, os extras serão os seguintes:
– Faixa de comentários com o diretor Patrick Lussier e o roteirista Todd Farmer
– “Access: Drive Angry”: feature em que você aciona entrevistas e minidocumentários específicos enquanto assiste ao filme, e ainda pode ativar a contagem de corpos das vítimas do personagem de Cage
– Cenas excluídas com comentários do diretor

A Ilha sairá em Blu-ray nos EUA

A Paramount anunciou o lançamento de A Ilha em BD nos EUA, previsto para 21 de junho. Os extras incluem:
– Faixa de comentários com Michael Bay
– Pré-visualização: Forward Thinking
– The Future In Action
– The Making of The Island
Os direitos do filme no Brasil são da Warner.


Dormindo com o Inimigo e outros títulos de catálogo anunciados em BD

A Fox anunciou o BD de Dormindo com o Inimigo, suspense estrelado por Julia Roberts. O disco será lançado em 28 de junho. Detalhes da edição ainda não divulgados pelo estúdio.
Já a Warner anunciou três títulos de catálogo para agosto: Sleepers, com Kevin Bacon, Robert De Niro, Dustin Hoffman e Brad Pitt; Copycat, com Holly Hunter; e O Nome da Rosa, com Sean Connery. Os dois últimos terão faixas de comentários como extras e alguns featurettes. As legendas não confirmadas.

fonte: Blog do Jotace

Posted in DVDs e BDs, novidades | Leave a comment

>Estreias da Semana(08/04)

>

Posted in cinema, estreias semanais | Leave a comment

>Novo poster de Piratas do Caribe 4

>

(Ana Paula Fanucchi)

Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas ganhou mais um poster, agora com todos os personagens juntos. A imagen nada mais é do que a junção dos posteres anteriores ja divulgados aqui no blog. O filme chega aos cinemas no dia 20 de maio.Confira à imagem ao lado.

Posted in cinema, imagens | Leave a comment

>Primeiro featurette de Harry Potter 7 parte 2 legendado

>

(Ana Paula Fanucchi)

O primeiro video da ultima parte de Harry Potter e as Reliquias da Morte pode ser visto agora com legendas.

O filme estreia no dia 15 de julho. Confira o video abaixo:

http://www.omelete.com.br/static/swf/videoPlayer_20101117.swf

Posted in cinema, trailers | Leave a comment

>FAST NEWS TV – Semana 10 a 16/04

>

(Felipe Brandão)
– Fernanda Vasconcellos já tem retorno agendado na tela da Globo. A atriz, cujo último trabalho foi na malsucedida Tempos Modernos (2010), foi escalada para um dos papeis principais de A Vida da Gente, trama que substituirá Cordel Encantado por volta de novembro deste ano. O folhetim será escrito por Lícia Manzo (Tudo Novo De Novo) e terá direção geral de Jayme Monjardim (Viver a Vida).
– A reprise de Pérola Negra chega a seus últimos capítulos no SBT. Ainda não é confirmado, mas algumas fontes dão conta de que Fascinação (1998) é a próxima reapresentação da faixa, a partir do dia 18 (segunda-feira). Fascinação é uma trama de Walcyr Carrasco (Morde e Assopra), protagonizada por Regiane Alves (Tempos Modernos) e Marcos Damigo (Insensato Coração). Ainda no elenco, atores como Glauce Graieb, Caio Blat, Heitor Martinez, Samantha Dalsóglio e Mariana Ximenes.
– A atriz estadunidense Brenda Strong, conhecida pelo papel de Mary Alice Young – a narradora – em Desperate Housewives, acertou contrato para atuar na nova versão de Dallas, que está sendo produzida pela TNT. Ela viverá Ann Ewing, esposa de Bobby (Patrick Duffy). O elenco conta ainda com atores da trama original, como Larry Hagman, Linda Gray e Priscilla Presley, e alguns novatos, a exemplo de Josh Henderson, Julie Gonzalo e Jesse Metcalfe.
– Enquanto Sonha Comigo faz sucesso por aqui, a Nickelodeon estreia, em seu sinal castelhano na América Latina, a nova trama produzida pelo canal: Grachi. O enredo infantojuvenil é protagonizado pelos atores Isabella Castillo, Andrés Mercado (Atrévete a Soñar) e Kimberly dos Ramos. Grachi estreará na Nick castelhana no dia 2 de maio; já no Brasil, somente após o término de Sonha Comigo, no início do ano que vem.

– Recém-findo seu contrato com a Globo, sem renovação, a atriz Maria Fernanda Cândido (à esquerda) recebeu proposta para se filiar à Record, como atriz de novelas. Entretanto, recusou e continuará sem contrato com alguma emissora. Longe dos folhetins desde Paraíso Tropical (2007), Maria Fernanda protagonizou recentemente a microssérie Capitu e, no ano passado, recusou o papel da viúva Janaína (Suzana Pires) em Araguaia.

– O ator David Rasche é o mais novo reforço do seriado cômico Bored to Death (Morrendo de Tédio), exibido no Brasil pela HBO. Ele viverá o empresário Bernard Morse, rival de George (Ted Danson), um dos personagens centrais da série. Rasche já participou de séries como Ugly Betty.
– A CNT já iniciou as divulgações de Dona Bárbara, novela colombiana que substituirá Acorrentada. Protagonizada por Edith González e Christian Meier, trata-se da história de uma mulher humilhada em busca de vingança, com pano-de-fundo político. Além da raiz colombiana, o folhetim tem co-produção da rede estadunidense Telemundo – ligada ao canal ABC -, a qual também cuida de sua distribuição internacional.
Posted in Brasil, EUA, FAST NEWS TV, notícias, novelas, séries | Leave a comment

>Diretor fala sobre continuação de Tron

>

(Ana Paula Fanucchi)

Nesta semana o diretor de Tron – O Legado, Joseph Kosinski,  falou ao ScreenCrave sobre a possivel continuação do filme.

“Estamos atualmente trabalhando no roteiro para o próximo filme. Queremos ter o texto pronto e a história de pé. Depois que a série de TV sair e o Blu-ray [do filme] estiver à venda por um tempo, veremos se a nossa base de fãs cresceu, e voltamos a contatar o estúdio para saber se podemos reunir o pessoal e propor um novo filme”, disse Kosinski.

Como a série de TV só sai em 2012, os fãs terão que aguardar.

Posted in cinema, news | Leave a comment

>Piratas do Caribe 4 – Novo featurette

>

(Ana Paula Fanucchi)

O novo longa da serie Piratas do Caribe ganhou, nesta semana, mais um video mostrando um pouco dos bastidores do filme, com direito a imagens de Walt Disney apresentando a atração de seu parque que serviu de inspiração para a saga e comentarios do Capitão Barbosa.

Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas chega aos cinemas no dia 20 de maio. Assista abaixo o video:

Posted in cinema, trailers | Leave a comment

>CÂMERA CULT – "Três Homens em Conflito", Sérgio Leone

>

(Thiago Fetter)

Bom, hoje vamos falar deste diferenciado filme do Sérgio Leone. Trata-se de uma produção italiana, com atores norteamericanos contratados, filmado nos desertos da Espanha. Um legítimo western spaghetti, ou bang-bang à italiana, como se convencionou chamar no Brasil. O cineasta Quentin Tarantino (Pulp Fiction), fã declarado de Leone, já declarou que considera este o melhor filme de todos os tempos.
Em Três Homens em Conflito (Il Buono, Il Bruto, Il Cativo, ou The Good, The Bad and The Ugly, Itália, 1966) vemos a “explosão” da maestria do Sérgio Leone – que já ficara como que prometido nos filmes anteriores da trilogia, Por Um Punhado de Dólares e Por uns Dólares a Mais. Mas este é superior, e analisaremos por quê.
Este filme tem um enredo que não foge ao esperado de um filme de bang-bang: três homens – o Bom, o Mau e o Feio, interpretados respectivamente por Clint Eastwood (Menina de Ouro), Lee Van Cleef (Fuga de Nova York) e Eli Wallach (O Poderoso Chefão 3) à caça de uma fortuna em ouro roubado, enfrentando o deserto, o sol escaldante, bandidos, xerifes, a guerra da Secessão e principalmente, enfrentando-se mutuamente. Mas a história vai além disso.
O personagem Tuco (Wallach) é de impressionante profundidade psicológica. Suas relações familiares e a situação social de seu povoado natal no México são analisados no diálogo com o padre no seminário. É de uma beleza requintada ver um bandido procurado em dezenas de cidades alegrar-se genuinamente ao constatar (ou ao mentir a si mesmo?) que seu irmão, que é padre, o adora. Não é exagero afirmar que o personagem principal da história é o próprio Tuco, e não o “Loirinho” (Eastwood), já que, além de ser em torno do Tuco que o enredo se desenvolve, é ele o personagem mais profundo e o protagonista das principais situações da narrativa.
Sérgio Leone não precisa de efeitos especiais ou de truques: efeitos de posicionamento da câmera e o reflexo da luz solar na lente, aliados à performance dos atores, são suficientes para que sintamos todo o calor sufocante do deserto. Como é característico em seus filmes, as linguagens visual e sonora têm papel fundamental no contexto das cenas e no enredo de Três Homens em Conflito, como na seqüência em que Tuco sai deserto afora buscando a trilha deixada pelo Loirinho. As palavras simplesmente não são necessárias! – o que aumenta em muito a beleza estética das cenas dos filmes de Leone. (Isso vai ser ainda mais explorado em sua segunda trilogia.)
E o timing do filme é perfeito: há cenas longas e há cenas lentas (outra característica marcante da obra do cineasta), mas não há cenas cansativas. A beleza da fotografia, do figurino, a excelência das atuações, a riqueza e profundidade psicológica do roteiro (co-assinado por Leone), e a trilha sonora de Ennio Morricone (Cinema Paradiso) não permitem um segundo sequer de tédio.
Aqui cumpre enfatizar que Leone soube utilizar muito bem a bela trilha de Morricone: os momentos de introdução e de crescimento da música somam muito ao filme, trazem ao espectador emoções que o filme não conseguiria atingir com uma trilha comum.
Nesse cenário de desesperança, de um deserto americano tomado pela guerra (destaque para a cena da batalha na ponte, crítica ácida e bela de Leone à insanidade militar), de comunidades cercadas pelo medo, de conflitos sociais e de conflitos pessoais, o filme caminha com perfeição técnica até o clímax: a cena final e a cena que a antecede, em um sonoro e belo crescendo de encher os olhos, os ouvidos e o coração do espectador…
Mas aí, meu amigo, só vendo o filme. Eu é que não vou contar o final.
(O colunista esclarece que se recusa a dar notas para filmes clássicos. Obras de arte que foram consagradas pela crítica, pelo público, e principalmente pelo tempo, não podem ser avaliadas em números ou quantidade de estrelas. Contentemo-nos, portanto, em apreciá-las.)
Posted in CÂMERA CULT, cinema, críticas | Leave a comment

>"MORDE E ASSOPRA" – Balanço da primeira semana

>

Marcos Pasquim, como Ábner, é um dos destaques
de Morde e Assopra (e de sua própria carreira)

(Felipe Brandão)

As boas surpresas da estreia de Morde e Assopra tiveram sequência no restante da semana. A trama de Walcyr Carrasco revelou-se mais pungente, emocionante e divertida a cada episódio e, me arrisco a dizer, tem tudo para ser mais um grande trabalho do autor de O Cravo e a Rosa (2000) e Caras e Bocas (2009).
Comecemos pelo elenco. Acostumado a desempenhos médios, Marcos Pasquim me chama a atenção pela primeira vez desde Uga Uga (2000) no atual papel de Ábner. O ator lhe imprime o sotaque caipira e o tom atrapalhado sem forçar a barra, e faz bonito até no lado romântico. Aliás, seu par com Adriana Esteves está explosivo, já é claro que será um dos destaques da trama.
Vale destacar também as atuações de Vanessa Giácomo (Celeste), muito bem em sua primeira antagonista; Carol Castro, natural e convincente como a meiga e ingênua Natália; André Bankoff (Tiago), Rodrigo Hilbert (Fernando), Bárbara Paz (Virgínia), Paulo Vilhena (Cristiano), Jandira Martini (Salomé), Miwa Yanagizawa (Tieko) e a estreante Gabriela Carneiro da Cunha (Raquel).
Morde e Assopra também prima pelo enredo. A odisseia do cientista Ícaro (Mateus Solano, cativante como nunca) por construir Naomi (Flávia Alessandra), um robô homônimo e idêntico à sua (supostamente) falecida esposa, centralizou as atenções durante esta primeira semana, não apenas pelo inusitado da história, mas pela emotividade, misto de melancolia, romantismo e mistério que dela emana. A equipe técnica tem parte nisso, visto a brilhante caracterização de Flávia Alessandra como “robô humano”, apesar de a atuação da atriz ainda me parecer mediana.
Nas tramas paralelas, cabe ressaltar a protagonizada por Cássia Kiss, em perfeito equilíbrio de caracterização e arte dramática como a humilde e abnegada Dulce. Ela custeou com dificuldade os estudos do filho, Guilherme (Klébber Toledo), na capital, sem saber que ele gastava tudo em ferras e jamais pisou numa universidade. Conflito denso, desenlace previsível, mas fatal, com todo o potencial para levar o público às lágrimas – e a audiência às alturas.
Como em todo trabalho de Walcyr Carrasco, o humor pastelão está presente em Morde e Assopra. Cenas como as da família de Ábner, as confusões do núcleo interiorano e também as sequências do spa tem garantido ótimos momentos de riso para o público. Um núcleo eficaz, que aparentemente dispensa ajustes e deverá apenas manter seu ritmo na continuidade.
Em termos de equívocos, penso ter havido apenas algum exagero na carga de mistérios apresentados. Parte dos capítulos buscou atiçar a curiosidade do público com o desaparecimento do filho do prefeito Isaías (Ary Fontoura), a possibilidade sutilíssima de a verdadeira Naomi estar viva, a chegada do novo padre de Preciosa e a identidade da noiva de Oseias (Luís Melo). O mistério do sacerdote católico solucionou-se logo, com a aparição do padre Francisco (Erom Cordeiro), mas as demais indagações perduram indefinidamente. Há necessidade de investir tanto em um mesmo ingrediente?
Posted in Brasil, novelas, resenhas, televisão | Leave a comment

>Se Beber Não Case 2 ja tem traler completo

>

Saiu nesta semana o primeiro trailer completo da continuação de Se Beber Não Case. Confira abaixo ao video.

O longa estreia no dia 27 de maio no Brasil.

Posted in cinema, trailers | Leave a comment