>Crítica: Aprendiz de Feiticeiro

>

(Ana Paula Fanucchi)
Previsível, com roteiro batido, nada de gargalhadas (no máximo um risinho aqui e ali) e com o famoso final “felizes para sempre”. Eu poderia terminar a crítica por aqui, mas, ok, vamos enrolar um pouquinho….
Aprendiz de Feiticeiro, novo filme da Disney que estreou no dia 6 de agosto, traz uma história um tanto, como posso dizer?… comum. Sério, nada de mais…
A premissa revela uma batalha entre feiticeiros onde Morgana, a bruxa má, quer libertar seus companheiros do submundo para destruir o nosso mundo, e Merlin e seus aprendizes tentam impedi-la. Quando Merlin é morto pela vilã, deixa seu anel ao único aprendiz sobrevivente, Baltazar, e diz que o pequeno artefato revelará aquele que será capaz de matar Morgana, o primeiro “merliniano”. Anos se passam, até que Baltazar recebe em sua loja a visita de Dave, um garoto de apenas 10 anos, a quem o ex-aprendiz intui ser o descendente escolhido de Merlin. Nisso, entra em cena Horvath, o aprendiz traidor do finado mago, que por vingança prende a si mesmo e a Baltazar por mais 10 anos.
Quando Horvath e Baltazar retornam, Dave já tem 20 anos e tenta a todo custo esquecer o terrível dia de seu encontro com os feiticeiros. Baltazar lutará para vencer a resistência de Dave para fazer dele seu aprendiz rumo ao destino que Merlin e seu anel mágico lhe determinaram. Começa então toda a aventura.
Aprendiz de Feiticeiro inicia ao pior estilo Harry Potter, característica que logo é abandonada e começa a dar lugar a um estilo próprio. A história é bem manjada, repleta de clichês: o garoto nerd e fraco com nenhum potencial e interesse para ser um grande feiticeiro, mas que muda de ideia ao ver seus amigos em perigo, o típico romance impossível; um mestre durão, mas que não consegue controlar seu aprendiz; um vilão persistente e um aprendiz de vilão nada inteligente.
Apesar de tantos defeitos, a produção guarda seus méritos. Talvez o maior deles seja a cena que homenageia a mais famosa animação protagonizada por Mickey, Fantasia. Nela, o aprendiz abusa de seus poderes e coloca vassouras, esfregões e baldes para limparem a sala  – o que, óbvio, acaba em desastre total.
Aprendiz de Feiticeiro agrada a crianças, mas não é muito convidativo a adultos. Se você curte Harry Potter e espera um deja vu à altura, nem perca seu tempo assistindo ao longa.
This entry was posted in cinema, críticas. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s