>Crítica do filme: "EM SEUS PASSOS, O QUE FARIA JESUS?"

>

(Felipe Brandão)

A aplicação dos princípios do cristianismo em sua forma mais pura, mas nem sempre aplicada, é o pano-de-fundo que norteia e se propõe a mexer com o público de Em Seus Passos, O Que Faria Jesus? (What Would Jesus Do?, Estados Unidos, 2010) – e levá-lo a atitudes e mobilizações além do mero entretenimento pretendido pelos filmes comerciais. É na ousadia e no trato dessa importante mensagem cristã que reside a beleza do filme do diretor Thomas Makowski, roteirizado por Joseph Nasser (A Negociadora, 2005) com todo o embasamento bíblico, mas com certas falhas de narrativa que serão citadas adiante.
A história começa quando, em 2005, o Pastor Henry Maxwell (Jim Gleason, Brothers & Sisters) deixa a cidade de Raymond, no interior da Califórnia, para sair de férias com seu filho preadolescente e a esposa grávida de sete meses. No caminho, eles sofrem um grave acidente de carro, no qual Henry é o único sobrevivente. Três anos depois, a prosperidade de Raymond parece ter naufragado junto com a vida espiritual de seu povo. A começar pelo Pr. Maxwell, que, após aquela terrível tragédia familiar, adotou uma postura fria e apática na condução da igreja local, e parece ter perdido até mesmo a própria fé.
Nesse ínterim, entra em cena Alex York (Mark Arnold), candidato à prefeitura de Raymond, propondo a demolição da igreja para construir no terreno um cassino, com promessas de trazer de volta os bons tempos à cidade. Morto espiritualmente, o povo de Raymond aplaude de pé a proposta, e até o pastor Henry não oferece resistência. Mas a chegada de um estranho forasteiro (John Schneider, Smallville), aparentemente mais arredio e necessitado do que qualquer um ali, acabará por transformar radicalmente o destino de cada um dos moradores, como o aspirante a cantor gospel Max (Adam Gregory), a calculista corretora Virginia (Maxine Bahns) e a implacável jornalista Diana (Joni Bovil).
O roteiro mostra com competência os dilemas éticos vividos pelos personagens, bem como a conduta de cada um nas duas fases de sua trajetória: antes e depois de Cristo. Os diálogos passam sinceridade e evitam cair na pieguice. É lindo e impressionante ver os princípios de Jesus Cristo sendo aplicados tão literalmente, tão livres de preceitos e preconceitos humanos, por pessoas como nós, falhas e naturais, mas transformadas pelo poder de Deus e dispostas a guiar suas atitudes por uma pergunta que muda tudo: “o que faria Jesus?”
Os resultados dessa reviravolta conferem um novo destino à população de Raymond, material e espiritualmente, e são muito bem retratados no filme, com direito à toda comoção e à importante mensagem de que tal “utopia” pode ser real ao nosso redor, uma vez que Deus esteja no comando e nós nos disponhamos. Joseph Nasser, porém, peca pela falta de amarras no roteiro da metade para a frente; novos personagens secundários aparecem, muitos desnecessários e com pouca participação no contexto, o que leva o enredo a mudar de rumo e de foco várias vezes. Alguns, inclusive, não chegam a ter um desfecho, o que deixa o público um pouco decepcionado.
O lado técnico, apesar de relativamente simples, é digno de todo respeito, não fazendo feio inclusive na fotografia. O elenco também satisfaz, com destaque para os veteranos Jim Gleason e John Schneider e o jovem e carismático Adam Gregory. Entretanto, outros atores não estiveram à altura. Foi o caso de Maxine Bahns, que careceu de expressividade e carisma no papel da quase-protagonista Virginia, justamente ela, cujo testemunho representava um dos pontos centrais e mais bonitos do enredo.

Em Seus Passos, O Que Faria Jesus? é uma excelente opção de lazer e edificação para o corpo de Cristo, recomendável também para qualquer pessoa que busque diversão saudável em família, própria para todas as idades.

Você pode adquirir o filme O Que Faria Jesus? clicando aqui.

This entry was posted in cinema, críticas, cristianismo. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s